O programa de mentoria foi uma das melhores coisas da qual já tivemos o privilégio de participar! O programa nos apresentou o que é ciência e qual o impacto que ela pode causar. Foi através dele que pudemos conhecer o Marcus Vinicius, nosso mentor e co-orientador, parte essencial do desenvolvimento do nosso projeto. Além da da orientação científica, o Decola Beta nos ensinou a não ter medo de arriscar, nem de acreditar no nosso potencial de transformação.

Fonte: Arquivo pessoal. Experiência Beta (2016)

Time completo! Mentor, mentorados e equipe!

O Encontro Nacional do Cientista Beta foi o primeiro lugar onde nós apresentamos o projeto, que ainda está em fase inicial. Durante o encontro, conhecemos diversas pessoas F-A-N-T-Á-S-T-I-C-A-S e mega inspiradoras. Fomos, para nossa surpresa, escolhidos como o projeto mais promissor e premiados com um tablet, o que injetou um ânimo incrível no nosso trabalho.

Fonte: Arquivo pessoal. Experiência Beta (2016).

Absolutamente vidrados nesse evento fantástico!

O projeto está em fase de realização de testes, o que tem se mostrado uma dura etapa, já que precisamos de recursos que não têm se mostrado de fácil acesso. Estamos seguindo firmes e fortes na jornada de conseguir equipamentos necessários para nossos primeiros testes. Apesar de já termos mandado milhares de emails para diversas instituições, aprendemos que em se tratando de pesquisa no Brasil, precisamos insistir e não desistir em hipótese alguma.

Costumamos chamar de País das Maravilhas – popularmente conhecido como Ciência – esse universo gigantesco. Sem o programa de mentoria, que foi a nossa porta de entrada para o País das Maravilhas, nunca teríamos descoberto o tanto de coisas incríveis que podemos fazer e como podemos transformar nossa realidade de várias maneiras. Agora somos mais seguros para receber as oportunidades de peito aberto, de nos aventurar em coisas nunca antes desbravadas ou até mesmo em coisas que as pessoas chamariam de impossíveis. Nada mais é impossível para nós, e a partir do momento que você entra neste País das Maravilhas, nada mais é impossível para você também.

Fonte: Vimeo

Você está pronto para entrar?

 


Quem somos nós

Sou o Patrick Araujo, tenho 16 anos e moro em Angra dos Reis (RJ), mas também nasci em São Paulo. Faço ensino médio na rede pública estadual e curso profissionalizante de Eletricista no Senai com bolsa de Jovem Aprendiz da Eletronuclear. Apaixonado por Gastronomia, por resolver problemas e por Desenvolvimento Sustentável. Sonho em trabalhar na ONU, em desenvolver soluções simples para problemas do cotidiano e em empreender em um restaurante Francês. Sim, um perfil sem muita coerência, mas fazer o que? Eu sou essa mistura toda.

Meu nome é Pedro Teixeira, tenho 17 anos, nascido em São Paulo e moro em Barra Mansa (RJ). Me formei no ensino médio no ano passado e optei por um gap year em 2017. Entusiasta da bioquímica, política e educação, achei na minha pesquisa uma maneira pragmática de misturar essas três coisas.

Nossa pesquisa

Nosso projeto consiste na remoção de pesticidas tóxicos dos alimentos utilizando a casca da banana. Estamos em busca de uma maneira barata para sintetizar um pó a partir da casca de banana, permitindo que todos tenham acesso a alimentos de qualidade. Atualmente, estamos conduzindo testes iniciais com o morango e esperamos resultados positivos em breve.

Comentários

comentários

Categorias: Colunas